Após viagem de 10 minutos ao espaço, Jeff Bezos dispara nas pesquisas e volta a fazer história

julho 26, 2021

A bordo da New Shepard, uma nave construída por sua empresa voltada à exploração espacial, a Blue Origin, o bilionário de 57 anos chama a atenção do mundo todo ao se colocar de vez na corrida espacial.


Jeff Bezos, fundador da Amazon (uma das cinco maiores multinacionais de tecnologia) e o atual homem mais rico do planeta (com uma fortuna estimada na casa de US$ 200 BILHÕES - cerca de R$1 trilhão), atrelou mais uma grande conquista ao seu nome: realizar sua primeira viagem espacial a bordo da New Shepard - aeronave construída pela sua própria empresa de astronáutica, a Blue Orign. O feito do empresário de 57 anos deu o que falar na mídia e nas redes sociais e a Decode, empresa de cliente acquisition e consulting pertencente ao grupo BTG Pactual, encontrou dados que demonstram o sucesso da viagem de Bezos no digital.  
Por dentro da New Shepard  

A nave, cujo nome homenageia Alan Shepard (o primeiro estadunidense a ir ao espaço 60 anos atrás), realizou um voo suborbital espacial, ou seja, ela atingiu o espaço, mas não realizou uma volta completa ao redor da Terra. Além disso, Jeff Bezos não ultrapassou a atmosfera sozinho, ao seu lado estavam: seu irmão, Mark Bezos, a aviadora Wally Funk e Oliver Daemen – os dois últimos se tornaram, respectivamente, a pessoa mais idosa e a pessoa mais nova a irem para o espaço. 

Foram cerca de 10 minutos de viagem, dividida em três etapas: o lançamento do foguete, a separação da cápsula com os passageiros e o retorno da tripulação à Terra em queda livre com paraquedas em direção à mesma região de onde partiu. 

Três minutos após a decolagem, que ocorreu às 10h12 (horário de Brasília), o módulo com os passageiros foi desacoplado e continuou subindo até atingir o limite de 100 quilômetros de distância de nosso planeta. Enquanto a tripulação passava três minutos admirando a vista do planeta azul, o propulsor da New Shepard voltava, de forma controlada, à Terra. 
 
Rumo ao espaço! (E ao topo) 

A recente viagem realizada pelo fundador da Amazon, não somente o levou ao espaço, mas também ao topo dos assuntos mais populares do momento: o volume de matérias sobre o tema, entre os dias 18 e 21 de julho, passou de 15 para 109 - um aumento de mais de 626%!!!! 
No Twitter, a tag Jeff Bezos alcançou 379 mil tweets e chegou à 8ª posição nos Trending Topics do Brasil no dia do voo. Além disso, o sentimento dos usuários na plataforma, pendeu mais para o lado negativo do que para o positivo. Ainda segundo a pesquisa da Decode: 

51% dos usuários realizaram piadas sobre o assunto 
21% dos usuários demonstraram raiva perante o assunto 
17% dos usuários demonstraram admiração perante o assunto 
9% dos usuários demonstraram inveja perante o assunto 
2% dos usuários desacreditaram do assunto  
E os principais motivos dos 51% dos usuários que satirizaram a viagem de Bezos foram: 
O formato do foguete (76%) 
A viagem em si (21%) 
A riqueza de Bezos (3%) 
Já as principais críticas dos 21% de usuários que demonstraram raiva perante a viagem de Bezos foram: 

Desigualdade social (48%) 
A viagem em si (30%) 
A riqueza de Bezos (22%)
A corrida espacial dos bilionários 

Na segunda metade do século XX, EUA e União Soviética protagonizavam a exploração espacial em pleno período de Guerra Fria. Agora, a competição está entre os bilionários: Jeff Bezos, dono da Amazon e da Blue Origin; Elon Musk, dono da Tesla e da SpaceX; e Richard Branson, dono da Virgin Galactic.  

A concorrência espacial acirrada entre tais multinacionais tem gerado muito barulho na internet. A pesquisa da Decode revela, ainda, que a média mensal de buscas no Google Search sobre cada uma das competidoras é:  

Virgin Galactic: 1.300 buscas 
Blue Origin: 5.400 buscas 
SpaceX: 110.000 buscas 
Dentre as 3 empresas listadas, a SpaceX foi a primeira a realizar uma viagem tripulada ao espaço em 30 de maio de 2020, seguida pela Virgin Galactic, que realizou a sua primeira missão tripulada em 22 de maio de 2021 e, por fim, a Blue Origin concluiu a tarefa em 20 de julho de 2021, com a viagem de turismo de Jeff Bezos e sua tripulação ao espaço. 

Ao que tudo indica, as empresas pretendem explorar a fundo o futuro do turismo espacial, onde viagens suborbitais, como a de Brenson em 11 de julho, e a de Bezos, dia 20 do mesmo mês, poderão ser realizadas por outros viajantes. Mas, infelizmente, o preço para garantir um lugar em um foguete não será nada acessível! Segundo a BBC, os assentos a bordo de uma das viagens da Virgin Galatic terão o custo inicial de US$ 250 mil (cerca de R$ 1.315.000,00), ou seja, finalmente o turismo espacial vai sim virar uma realidade, porém extremamente limitada e luxuosa.  

 

A Decode, empresa de client acquisition e consulting analytics pertencente ao grupo BTG Pactual, foi criada em fevereiro de 2019 e atualmente com mais de 100 colaboradores. Voltada para o mercado B2B, sua maior frente é a de aquisição de clientes, trabalhando com empresas como Banco Pan, BTG+, BTG Digital, Embracon, OdontoCompany, entre outros, e também oferece tecnologia para apurar tendências de mercado e desenvolver produtos e serviços de excelência para melhor experiência das pessoas, além de estudos para compreender fenômenos sociais e o comportamento do consumidor.  


Você poderá gostar também

0 comentários

Deixe sua opinião sobre o post: Não esqueça de curtir e compartilhar

@persephonevanessamaria

Subscribe